Projeto Simplificação da Brasilata atinge a marca de 2 milhões de ideias recebidas por seus inventores

A Brasilata é reconhecida como uma das empresas brasileiras mais inovadoras do setor de embalagens de aço do país, com soluções premiadas em várias partes do mundo. Essa veia da inovação começa dentro da empresa através do Projeto Simplificação, que incentiva toda a equipe a exercitar diferentes olhares sobre os processos, gestão e desenvolvimentos buscando melhorias contínuas. É por isso que todos os colaboradores são considerados inventores pela empresa e, este ano, o Projeto Simplificação acaba de atingir a marca de 2 milhões de ideias recebidas por eles.

Essa iniciativa foi implementada na Brasilata em 1987, com um modelo baseado em técnicas japonesas de gestão participativa envolvendo desde profissionais iniciantes até a diretoria. O objetivo inicial era aumentar a qualidade e reduzir o custo de fabricação das latas, e uma das primeiras ideias premiadas foi de uma colaboradora que operava o paletizador da lata de óleo comestível de 900 ml. A ideia dela foi aumentar o palete em mais uma camada de latas – de 10 para 11 camadas – e essa mudança foi possível e permitiu um ganho significativo para a empresa equivalente a U$ 100 mil por ano. Depois começaram a surgir inovações em produtos, foi quando entraram em cena os desenvolvimentos premiados globalmente e que estão até hoje no portfólio da Brasilata, os consagrados Fechamento Plus, Biplus e Ploc Off. Também foram criadas inovações interessantes em gestão como o Banco de Férias, criado em 2008, 12 anos antes que o Governo Federal introduzisse por lei, em 2020, a possibilidade de antecipação de férias como alternativa para evitar demissões. Agora, em 2022, uma série de ideias inspiradas pelos inventores foram premiadas, uma delas foi a redução das perdas na aplicação do plastissol, o que resultou em um sistema de ar comprimido na saída do borracheiro, evitando a formação de bolhas, reduzindo o índice de retrabalho, além de uma economia de R$ 3.150,00 para cada 100 mil componentes produzidos.

“A Brasilata tornou-se uma organização inovadora em todos os campos, e o Projeto Simplificação revela muito essa essência da empresa”, menciona Antonio Carlos Teixeira Álvares, professor e membro fundador do Fórum de Inovação da FGV-SP, ex-CEO da Brasilata e hoje vice-presidente do Conselho de Administração da companhia. Ele revela que, segundo professores norte-americanos especialistas no assunto, a Brasilata tem um dos melhores sistemas de ideias dos colaboradores fora do Japão. “Em 2012, o Projeto Simplificação atingiu 1 milhão de ideias; em 2022, 10 anos após, o número chega a 2 milhões, um indicativo de que o Projeto continua em crescimento, cada vez mais forte e rumo aos 3 milhões de ideias! Parabéns a todos os inventores e diretoria!”, destaca Teixeira.     

Premiação do Projeto Simplificação

Todos os inventores que enviam ideias podem ser contemplados com algum tipo de premiação, seja com as Ideias Premiadas, Desafios Mensais ou até mesmo acumulando pontos na Loja Virtual. Na votação são considerados cinco critérios – Custo, Economia, Produtividade, Segurança e Espaço – e os inventores de cada ideia premiada recebem um cartão com a função débito com o valor do prêmio.

Ao término da etapa de seleção das ideias (duração de 12 meses) é realizada uma festa de premiação do Projeto Simplificação onde após a cerimônia, é servido um almoço de confraternização a todos os inventores. Uma outra grande festa acontece para celebrar as ideias campeãs, essa envolve todas as unidades fabris da Brasilata e é denominada Supercopa.

Polo de inovação

Cabe lembrar que a Brasilata possui um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, localizado em sua unidade fabril de Estrela (RS), considerado um polo de materialização das ideias dos inventores. O local conta com laboratórios equipados com tecnologia de ponta e equipe técnica altamente qualificada e experiente. Os projetos são criados através de uma estrutura para prototipagem de embalagens em aço, dispositivos de automação industrial, diversos ensaios mecânicos e químicos.

Deixe uma resposta