Marketplace é a nova tendência em vendas no Brasil

O momento atual é considerado uma retomada e não um “novo normal” e enxerga com positividade a situação para o mercado digital no Brasil. “Essa retomada é muito aguardada por todos. Há muita mais compradores digitais e, com o retorno da economia, dos empregos e da geração de rendas, o crescimento do comércio digital será exponencial”, acredita Helisson Lemos, Chief Digital Officer da Via Varejo

O único caminho possível seria o marketplace. Segundo Lemos, na China compras por este comércio eletrônico representa 90%, nos EUA é 50% e no Brasil é 30% Isso é um indicativo de que o consumidor brasileiro mudou os seus hábitos de consumo, pois quem já comprava por e-commerce compra muito mais e quem não era acostumado adquiriu esta nova maneira de comprar em lojas virtuais.

“Assim como no mundo físico, com lojas de rua e de shopping center, os vendedores on-line entenderão que é muito mais econômico vender em um marketplace. Afinal, as barreiras de entrada são quase zero, o custo é variável conforme o sucesso e, por isso, recebem demanda, segurança, meios de pagamento, logística etc. Há toda uma infraestrutura empacotada”, explica o chief.

Um movimento interessante de se observar é que antes as empresas demoravam, aproximadamente, 90 dias para concluir um processo de integração com a loja física e on-line, agora, o prazo é de uma semana.

Portanto, o marketplace é uma realidade mundial presente no Brasil, mas é importante criar um ambiente saudável e fácil para as vendas fluírem como as empresas desejam.

Deixe uma resposta