Governo de SP divide Região Metropolitana em 5 microrregiões

O governo de São Paulo anunciou na tarde desta sexta-feira (29) que a Região Metropolitana, composta por 38 cidades, será dividida em 5 microrregiões para futuras análises de flexibilização da quarentena nos municípios. A medida não altera nível atual de flexibilização da quarentena nos municípios, o que significa que essas cidades da Grande São Paulo ainda permanecerão na fase 1, alerta máximo, em que nenhuma medida de flexibilização é permitida. Porém, com essa divisão, o governo poderá fazer uma análise mais focada.

A decisão atendeu parcialmente um pedido feito pelos prefeitos das cidades da Grande São Paulo, principalmente da região do ABC, que se reuniram na quinta-feira (28) no Palácio dos Bandeirantes. Eles reivindicaram uma nova análise da situação de flexibilização da quarentena das cidades e a divisão da região metropolitana em 6 microrregiões.

A região metropolitana será dividida em 5 microrregiões, são elas:

  • Norte/ Franco da Rocha: Caieiras, Cajamar, Francisco morato, Franco da Rocha, Mairiporã.
  • Leste/ Alto Tietê – Guarulhos: Arujá, Biritiba-Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano.
  • Sudeste/ Grande ABC: Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul.
  • Sudoeste/ mananciais: Cotia, Embu, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Taboão da Serra, Vargem Grande Paulista.
  • Oeste/ Rota dos Bandeirantes: Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora de Bom Jesus e Santana do Parnaíba.

Deixe uma resposta