Jardim vertical

Viapol alerta para a importância de impermeabilizar jardins verticais

Tendência de paisagismo, o jardim vertical é uma ótima opção para que flores e plantas estejam presentes na decoração da residência. Melhoria da qualidade do ar, valorização da área e diminuição do calor são algumas das vantagens desse tipo de jardim. A Viapol indica alguns cuidados essenciais durante a execução do projeto.

Há dois tipos de instalação para os jardins verticais: em estruturas de madeira (nas quais vasos, garrafas pets ou similares são fixados à estrutura) e em paredes externas de edifícios, por exemplo, ou áreas sem janelas, as chamadas empenas cegas. Ambas as opções precisam passar pelo sistema de impermeabilização, caso contrário, pode haver excesso de umidade nas paredes e consequentes infiltrações. “Antes de iniciar o processo de impermeabilização, é importante consultar o fabricante do produto para esclarecer dúvidas quanto à área de aplicação, preparo do substrato e quantidade a ser utilizada, pois cada superfície exige um sistema impermeabilizante diferente”, explica a arquiteta Cirene Paulussi Tofanetto, Gerente Técnica da Viapol.

A profissional indica para os jardins instalados em estrutura de madeira que a impermeabilização seja feita nos vasos. Além disso, os produtos escolhidos devem conter em sua composição um inibidor de raízes para que a estrutura do recipiente não seja danificada, principalmente pelas plantas de raízes perfurantes. Em casos como esse, a Viapol recomenda a pintura impermeabilizante Viabit Antirraiz, que deve ser aplicada em duas demãos, em todo ointerior do vaso.

Já para as paredes ou empena cega dos edifícios, a sugestão é realizar a impermeabilização antes mesmo da fixação da estrutura do jardim, tratando todas as trincas e fissuras. Para esse procedimento, a Viapol indica o selante Monopol Acrílico seguido da aplicação da membrana acrílica Vedalage Plusem, no mínimo, três .

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.