vendas-de-tintas

As vendas do varejo de material de construção cresceram 3% em outubro em relação a setembro e ficaram estáveis na comparação com igual mês de 2015, de acordo com a Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco).

No acumulado de 2016, as vendas do setor apresentam queda de 7% sobre o igual período de 2015. E, em 12 meses encerrados em outubro, a retração foi de 8%. De acordo com a pesquisa, as maiores expansões das vendas em outubro sobre setembro ocorreram nas regiões Nordeste (12%), Norte (5%) e Sudeste (3%).

Na região Sul, as vendas caíram 6% e, na Centro-Oeste, ficaram estáveis, na comparação com o mês anterior. Por categorias, as vendas de tintas subiram 9% e as de revestimentos cerâmicos e louças sanitárias, 2%. As vendas de telhas de fibrocimento caíram 3%.

PROJEÇÕES

O presidente da Anamaco, Cláudio Conz, projeta que o setor deverá fechar o ano com uma queda de 8% no faturamento em relação a 2015, quando atingiu R$ 115 bilhões. “Se analisarmos o comportamento do varejo de material de construção nos últimos seis meses, podemos prever uma recuperação das vendas em 2017 da ordem de 3%”, afirmou Conz.

O levantamento apontou ainda que 38% dos lojistas têm pretensão de fazer novos investimento nos próximos 12 meses e que 13% pretendem contratar funcionários em dezembro. O estudo ouviu 530 lojistas de todas as regiões do país entre os dias 26 e 28 de outubro. A margem de erro é de 4,3%.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.