Trabalho em primeiro lugar

Douglas Martim Bergamin buscou a tradição da Mooca para alcançar o sucesso

Quando se fala em vida noturna agitada, pizzarias tradicionais e Clube Atlético Juventus, logo pensamos na Mooca.  Porém, o bairro localizado na zona leste de São Paulo nem sempre foi conhecido pelas suas opções de lazer.  Com origem indígena estampada no nome – Mo- oca significa “Quem faz a oca” – a maior identidade da região é, na verdade, operária.

Assim como Lapa, Barra Funda, Bom Retiro, Brás e Pari, o bairro margeava a estrada de ferro Santos -Jundiaí, construída para o escoamento da produção brasileira de café. Por isso, indústrias se instalaram ali para escoar sua produção pela ferrovia.

Inspirado no DNA do bairro, que Douglas Martim Bergamin atingiu o sucesso. Quem o vê agora, proprietário de 4 lojas na região, a Bergamin Tintas e a Tintas Canarinho, não imagina o quanto teve de ralar para chegar a este patamar.

Em março de 1998, com apenas 23 anos abriu sua primeira loja, na rua da Mooca. O local era especializado em materiais para raspagem de taco. Porém, a região mais forte deste tipo de produto era a Praça da Sé. Sendo assim, madrugava no Marco Zero da capital paulistana com sua Kombi para vender os produtos. No final da manhã, ia pra loja continuar as vendas de lá. “Só depois de abaixar as portas, tinha tempo para cuidar das compras, marketing e problemas administrativos. Ia dormir depois da meia noite e no outro dia, às seis horas tinha de estar na Praça da Sé, já com as portas do carro abertas”, lembra Bergamin.

Depois de um ano, começou a vender tinta recuperada.  Para isso, foi buscar informações com um tio, proprietário de duas lojas no mesmo bairro. Uma delas foi comprada por Douglas, quando o tio decidiu se aposentar, em 2004.

Antes disso, no mesmo ano, Bergamin já tinha adquirido uma loja de outro proprietário da região. A quarta loja veio em março de 2013, quando surgiu a oportunidade de comprar a Tintas Canarinho, empresa tradicional no bairro. Até por isso, foi a única que teve o nome original mantido.

Além de muito trabalho, Douglas confessa que boas parcerias também são fundamentais para o sucesso. “Toda loja tem de ter parceria com alguém. Quando você faz uma parceria com a empresa, que também entra como parceira de verdade, melhora muito seu atendimento, seus preços. O que é bom para os dois lados.”

Sérgio Teixeira, Gerente Regional de Vendas da Universo Tintas, explica que as chamadas marcas alternativas;  fabricantes além das três principais bandeiras, que não têm tanta força de marketing, são o grande diferencial das lojas. “Hoje em dia não se vê nenhuma rede de loja de tinta com bandeira única de loja com marca alternativa e sim das três maiores. A partir do momento que o consumidor entrou dentro da loja, cabe ao lojista trabalhar e buscar vendas. Então nossa função é trazer alternativa com maior lucratividade. Por estar dentro do programa  setorial de qualidade da Abrafati (Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas), traz confiança também pela qualidade do produto”. Ele ainda completa “A marca alternativa propicia maior lucratividade para a loja. Ela acaba pagando a conta. Pois o lojista vende o produto, tão bom quanto, com uma lucratividade muito maior”, explica.

Bergamin concorda com o Teixeira. “A Universo sempre me proporcionou uma margem de lucro maior do que qualquer outra marca que eu trabalhei. É muito mais rentável trabalhar.”

Deixe uma resposta