image003 (1)

A mostra visual Códigos Urbanos, na Unibes Cultural (SP), está aberta para visitação até o dia 16 de julho. Projeto criado pela fotógrafa Zaida Siqueira, essa obra coletiva foi construída a partir da produção de artistas urbanos e suas intervenções visuais na cidade. Com aplicação de lambes-lambes, projeções e imagens impressas, a mostra tem como ideia central apresentar a produção cultural espontânea dos grandes aglomerados urbanos, por meio de uma arte desordenada e múltipla, que ocupa espaços públicos nas metrópoles.

image001A exposição Códigos Urbanos tem projeção de imagens fotográficas e ilustrações desenvolvidas pela fotógrafa Zaida Siqueira e a artista gráfica Christianne Alvarenga. O projeto conta com a participação da Galeria Choque Cultural e do coletivo Palestinos, entre outros artistas convidados. A curadoria, também coletiva, ao lado da antropóloga Maria Lucia Montes, prioriza retratar a extraordinária diversidade humana e o ritmo vertiginoso da vida nas grandes cidades.

Na opinião de Zaida Siqueira, as metrópoles se deparam com suas múltiplas vocações. “A ocupação dos espaços públicos pela população mostra as profundas e perenes necessidades humanas, e a memória emocional coletiva. São essas manifestações que dão vida às cidades, humanizam o meio que vivemos, ampliam a sensação de inclusão, pertencimento e da real apropriação dos ambientes das cidades”, comenta a fotógrafa.

O local escolhido para espelhar os retratos urbanos desse projeto, cerca de 150 imagens, foi o edifício da Unibes Cultural, ocupado transversalmente – dentro e fora, horizontal e verticalmente. As colunas receberam projeções de imagens; o muro externo, de 50m, será envelopado, a partir da técnica de lambe-lambe. No espaço interior da edificação há projeções; na galeria, instalação e projeção, assim como no lago, onde estão, suspensas, imagens impressas, formando um conjunto de exibições, fragmentadas e interligadas, tal qual acontece nas manifestações urbanas.

“Essa exposição é uma expressão ativa do compromisso de nossa empresa em melhorar, energizar e regenerar as comunidades urbanas em todo o mundo. Retrata os centros urbanos com toda a sua vivacidade e complexidade, nos inspira a continuar trabalhando por cidades mais humanas e agradáveis para se viver. Acima de tudo, nos instiga a refletir sobre o meio em que vivemos e nos convida a interagir”, afirma Karen Watanabe, gerente de comunicação para América Latina da AkzoNobel.

Reflexos e reflexões – Na exposição, os contrastes entre sagrado e profano, sonho e pesadelo, desejo e frustração, pobreza e riqueza, diluem-se, misturam-se na criação de poéticas de estímulo às conquistas, a partir da apropriação da vida e de seus movimentos, com retratos plásticos, líricos, de homens e mulheres simultaneamente vencedores e sobreviventes das grandes cidades. Paradoxos se transformam em roteiros instigantes de descoberta da rica vida nas cidades e de uma nova dimensão, de um novo sentido de urbanidade.

Arte nas ruas, viadutos, rios e suas marginais, travessias em faróis, ritos, celebrações, reclamações coletivas, ocupações de áreas públicas, pinturas, grafites e lambes-lambes, em conjunto, elucidam os desdobramentos do sincretismo intrínseco à convivência criativa, que explode nos aglomerados humanos. O projeto Códigos Urbanos, realizado por meio do Programa de Ação Cultural – ProAC, conta com patrocínio da AkzoNobel, com apoio da Liberty e da Cerâmica Atlas.

Atividades – Há diversas atividades inseridas no contexto da mostra Códigos Urbanos, como apresentação de slam (poesia falada com performance), oficinas de lambe-lambe, estencil e grafismo indígena, e a conversa com Maria Lúcia Montes e convidados. As datas e horários estão disponíveis no site da Unibes Cultural.

Serviço:

Exposição_Códigos Urbanos

Data: Até 16 de julho

Local: Unibes Cultural – Rua Oscar Freire, 2.500 – Sumaré – São Paulo (ao lado do Metrô Sumaré)

De segunda-feira a sábado, das 10h às 19h

Classificação indicativa: Livre

Informações: 11 3065-4333 e http://unibescultural.org.br/

Funcionamento: De segunda a sábado, das 10h às 19h

Acesso para deficientes | Ar condicionado | WI FI livre | Cafeteria

Estacionamentos conveniados: Rua Oscar Freire, 2617 | Rua Amália de Noronha, 127

Patrocínio: AkzoNobel

Apoio Cultural: Liberty e Cerâmica Atlas

 

Zaida Siqueira – Jornalista e fotógrafa, Zaida Siqueira busca registros do cotidiano, estabelecendo pontes entre o antigo e o contemporâneo. Sua obra resulta de intensa e ampla pesquisa das tradições e suas aplicações na vida do homem moderno, no ambiente rural e urbano, resgatando e valorizando esses conhecimentos. Paulistana, ela publicou seis livros e sete exposições. A mais recente, Casas, A Morada das Almas, exposta no Museu da Casa Brasileira, em 2015, teve parte da obra incorporada ao acervo permanente do museu.

 

Unibes Cultural – A Unibes Cultural é um centro de cultura para todas as idades que oferece programação diversificada e majoritariamente gratuita a toda a população. Foi criada em 2015 pela Unibes, instituição filantrópica com mais de cem anos de atuação na cidade de São Paulo, que tem como foco de atuação a área de desenvolvimento social. O novo centro de cultura tem como vocação levar conhecimento de forma democrática e plural aos habitantes de São Paulo e a todos os brasileiros. Um dos diferenciais é o amplo espectro da programação, estruturada em torno de temas contemporâneos, como longevidade, empreendedorismo, arquitetura, urbanismo, economia criativa, moda, design, atualidades, tecnologia, universo digital, gastronomia, sustentabilidade, música, turismo, literatura, artes visuais e filosofia.  Em torno desses temas, é construída a programação de cursos, palestras, workshops, shows, exposições interativas e feiras temáticas. O espaço foi criado para estimular o convívio intergeracional e possui áreas de coworking, wifi livre e cafeteria.

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.