instituto vedacit

Instituto Vedacit lança balanço de atuação social

Para comemorar o seu primeiro ano em ação, o Instituto Vedacit reuniu as principais atividades realizadas no Balanço de Atuação Social 2017. A publicação digital compartilha informações sobre as linhas de atuação, projetos apoiados, investimentos, perspectivas futuras, além de reunir conteúdo de qualidade sobre um tema novo para o investimento social privado no país, as Cidades.

O desenvolvimento das cidades é uma das principais discussões hoje na Sustentabilidade, graças a grande concentração de pessoas que vivem em áreas urbanas, incluindo questões de infraestrutura, mobilidade e moradia. A preocupação é mundial e faz parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (Organização das Nações Unidas), cuja a meta é implantar os 17 objetivos em todos os países do mundo até 2030. Para trazer conteúdo informativo sobre o tema, o Balanço traz uma entrevista exclusiva com Ana Carla Fonseca, uma das maiores autoridades mundiais em Cidades. A especialista tem um trabalho extenso realizado em 30 países e é autora de vários livros premiados, incluindo a obra Cidades Criativas (Ed. Sesi, 2012).

A Vedacit é uma organização que investe e atua estrategicamente como agente de transformações sociais relevantes. Os investimentos nesta área sempre fizeram parte da história da empresa. Nos últimos três anos foram mais de R$2,3 milhões, impactando mais de 430 mil pessoas direta e indiretamente. O Instituto foi criado para conectar o core business da Vedacit ao universo dos negócios e empreendedores de impacto social. “Proteção e construção fazem parte do DNA da empresa e entendemos que não existem cidades sem construção e não existem construções sem proteção. Logo, a harmonia entre espaços urbanos, moradias e pessoas é fundamental para construirmos as Cidades do Futuro”, afirma Marcos Campos Bicudo, Diretor Presidente da Vedacit e do Instituto Vedacit.

A causa central são as Cidades, com o tema Cidades do Futuro. “Acreditamos que a vocação de todos nós na Vedacit é contribuir para a construção de ambientes saudáveis para as pessoas e para a sociedade, começando pela casa e ampliando para a ocupação e desenvolvimento do espaço urbano. Ao eleger as Cidades como causa inovamos no formato de investimento, unindo a atuação social ao nosso negócio”, completa Bicudo.

Divididos entre as linhas de atuação Cidades Inteligentes, Cidades Sustentáveis e Cidades Criativas, os projetos apoiados pelo Instituto têm como foco especialmente as áreas de cultura, esporte, infância e adolescência. “Entre as diversas ações realizadas neste primeiro ano, podemos destacar a parceria firmada com o Programa Coletivo Jovem, do Instituto Coca-Cola Brasil e da ONG Associação Morumbi de Integração Social (Amis), em Vila Andrade, Zona Sul de São Paulo, cujas ações já resultam na geração de oportunidades de emprego e renda para os jovens. Da mesma forma, os investimentos na promoção de negócios sociais, materializados pelo apoio ao Programa Vivenda, refletem de forma concreta a vocação do Instituto, unindo o incentivo ao empreendedorismo de impacto social aos negócios da empresa”, conta Karin Baumgart Srougi, Presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Vedacit.

Para o segundo ano de atuação as metas estão traçadas e algumas já estão em andamento. A Política de Patrocínios Incentivados, por exemplo, foi criada para deixar mais claro e transparente os investimentos da empresa e está disponível no site. O Instituto também almeja e trabalha para a promoção do entendimento cada vez mais amplo do conceito de Cidades. “Ao elegermos Cidades como causa sabíamos que, pela natureza do tema, teríamos que pavimentar um caminho ainda em construção. Precisamos estar abertos aos desafios do mundo contemporâneo, ter um olhar e soluções sistêmicas, arriscar, experimentar, aprender com os erros e acertos. Por isso, há uma longa pista pela frente para consolidar o desejo que temos de cidades ideais, aquelas que sejam habitadas por pessoas felizes, que deixarão suas boas marcas e pegadas cravadas no futuro”, acredita Bicudo.

Saiba mais sobre as linhas de atuação e os projetos patrocinamos nesse primeiro ano:

Cidades Criativas – investe em projetos culturais que proporcionam maior ocupação e interação com os espaços públicos, estimulando a reflexão, fomentando a economia criativa e propiciando maior protagonismo das comunidades para a solução de problemas locais. São projetos que fazem intervenções visuais e preservam o patrimônio nas comunidades. São cinco iniciavas: Caravana Fotográfica, Ateliê de Dança, Perspective Hub- Unibes Cultural, Museu da Pessoa e Mestres de Obras.

Cidades Inteligentes – responde as necessidades sociais e econômicas da sociedade. Os projetos elegem o desenvolvimento econômico como sua contribuição, baseando-se na preparação do jovem para o mercado de trabalho, fixando-o no local de origem.  São eles o Instituto Oportunidade Social e o Coletivo Jovem, este em parceria com o Instituto Coca-Cola Brasil e a ONG Associação Morumbi de Integração Social (Amis).

Cidades Sustentáveis – projetos com o esporte a serviço da qualidade de vida e negócios sócias voltados para a moradia, visando proporcionar bem-estar as pessoas. São seis projetos: FIIMP- Lab de Finanças Sociais, Vôlei Valinhos, Instituto Esporte Educação, Instituto Patrícia Medrado, Moradigna e Vivenda.

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.