Feng Shui, uma ferramenta na venda de tintas

A arte milenar chinesa que não para de crescer no Brasil está diretamente ligada com as cores do ambiente

Em tempos de grande estresse por conta de toda a correria do dia a dia, o chegar em casa é o momento mais aguardado do dia. O nosso lar é o lugar que deve nos proporcionar relaxamento e tranquilidade. Essa é uma das razões que fez com que as lições do Feng Shui, arte milenar chinesa que prega a importância de fazer do lar um templo sagrado e repleto de harmonia, sejam tão disseminadas hoje em dia.

“As pessoas, de uma forma geral, procuram ensinamentos que façam sentido em suas vidas. Quando começam a estudar ou entender um pouquinho do Feng Shui, começam a ver que suas casas podem se tornar uma grande aliada para praticar o bem-estar e também se fortalecerem com a finalidade da busca de seus os objetivos”, explica Elaine Gonzalez, arquiteta proprietária da Umm Arquitetura e colaboradora do programa É de Casa, da TV Globo.

Outro motivo é que as técnicas podem ser colocadas em prática de forma simples, sem grandes investimentos. Para Elaine, o Feng Shui vai crescer ainda mais no Brasil. “À medida que a mídia expõe, explicando melhor os conceitos, desperta a curiosidade do público para buscar mais informações, atrás de livros especializados, sites com depoimentos e revistas abordando essa temática. O que eu particularmente considero ótimo, uma vez que, para formarmos uma opinião, a leitura variada sobre o assunto auxilia demais e solidifica o entendimento.”

Subtítulo: Pequenas mudanças podem fazer diferença

O Feng Shui é uma corrente de pensamento analítico com tradição de mais de 4000 anos. Os mestres chineses que o estruturaram teriam percebido que cada área natural, terreno ou edificação seria dotada de sua própria vibração influenciada pela presença do Ch’i (chamada em chinês de qi), e estaria sujeita às várias influências do ambiente que a circunda.

Constatando que certos tipos de vibrações presentes no ambiente e em seu entorno poderiam agir de modo benéfico para o corpo e a mente, enquanto que outros tipos tenderiam a ser prejudiciais, supostamente compreenderam a importância de estudar como situar as edificações, móveis e objetos da maneira mais adequada para favorecer seus usuários, segundo esta interpretação da natureza.

“Antigamente, a observação da natureza e o contato mais frequente e próximo trazia de alguma forma o entendimento intuitivo das pessoas. Uma casa equilibrada é prazerosa de ficar e ótima para receber as pessoas”, afirma a arquiteta que adota as técnicas milenares em seus projetos de arquitetura de interiores.

Cores no Feng Shui

Atualmente, muita gente, antes de escolher uma cor, busca saber o significado e as influências energéticas dela. De acordo com o Feng Shui, as cores devem ser sentidas e experimentadas pelos moradores ou ocupantes de um imóvel ou espaço, pois cada um de nós reage de forma diferente a uma determinada cor.

O efeito das cores é simbólico, terapêutico e repleto de energias e sensações, como aponta Elaine. “Elas traduzem as sensações do espaço e dos moradores, podendo ser, inclusive, um aliado para trazer alegria, descanso e vitalidade à nossa casa. Aplicadas nas paredes e nos acessórios demonstram o modo de vida de cada família.”

O Feng Shui em comércios

Nenhuma evidência empírica ou mesmo qualquer publicação em revistas científicas indexadas foi realizada. Ela se baseia puramente em validações subjetivas, que podem ser substituídas por explicações prosaicas muito mais robustas.

Os antigos mestres chineses de Feng Shui procuravam entender e tratar as influências vibracionais sutis que atuam sobre um determinado espaço fundamentados na observação da natureza e numa experimentação que combina elementos de diversas áreas do conhecimento da cultura chinesa tradicional. Entre estes elementos encontramos muitas referências da Matemática e da Astronomia, além da Arquitetura.

Os praticantes desta arte dizem que o resultado de um trabalho bem feito se manifesta no espaço tratado através dos benefícios proporcionados aos seus usuários, que podem manifestar mais vitalidade para as realizações do dia a dia, um sentimento de paz e tranquilidade.

“O Feng Shui trabalha diretamente com o fluxo de energia, entendendo as necessidades dos ocupantes, o que pode – de forma pontual – fortalecer áreas de maior interesse já que a planta é dividida em áreas importantes de nossa vida: carreira, prosperidade, relacionamento, criatividade e sucesso”, disse a arquiteta.

Por isso, garante ela, o Feng Shui também pode ser aplicado em comércios e até ajudar a harmonizar o fluxo de energia para atrair mais prosperidade em tempos de crise. “Entendendo o conceito, a aplicação é variada, toda forma de auxílio em tempos difíceis é bem-vinda. Muitas vezes, sem nos darmos conta, acabamos obstruindo ou limitando possibilidades, que se bem trabalhadas, podem trazer formas e nos proporcionar ideias de atravessar os obstáculos com criatividade e inovação. Geralmente quem aplica os conceitos em casa e sente-se melhor com a vida, acaba por querer reverberar essa intensidade ao ambiente de trabalho”, revelou.

 

 

Branco

Leveza, suavidade e pureza caracterizam o branco, resultado da mistura de todas as outras cores. Símbolo da paz, traz luz e tem o poder de aumentar espaços pequenos. Mas cuidado com os excessos: como dizem os orientais, “o melhor é o caminho do meio”. O branco em exagero gera falta de motivação e esperança. É a cor da purificação, da humildade e do amor divino.

Na dúvida sobre qual cor pintar, use branco e coloque cores nos móveis e objetos. O branco serve para retirar alguém do sofrimento ou para fugir das atribuições do mundo terreno.

 

Verde

A esperança, a tranquilidade e a recuperação estão associadas ao verde. Seu frescor nos remete à natureza. É a cor que se relaciona com o elemento madeiras e com a primavera. O verde renova e indica crescimento, como nas folhas novas que nascem na primavera.

A união das cores amarela e azul traz a alegria suave da esperança. É a paz somada à alegria. Simultaneamente calmante e energética, que gera equilíbrio, cura e desenvolvimento. O verde claro é uma boa cor para ser usada em hospitais, pois estimula a glândula pituitária. É favorável a pessoas com problemas cardíacos, dores de cabeça e pressão alta. É indicada também para quem pretende limpar o sangue.

 

Azul

O azul está sempre associado ao céu, à suavidade e à paz. É uma cor fria, que acalma e relaxa. Gera paz interior, inspiração, fé e paciência. É bom evita-lo em fachada da casa. Segundo os chineses, essa cor não protege as moradias.

É também a cor da verdade, indicada para o quarto de crianças. Serve para acalmar a mente. Recomenda-se usar em salas de relaxamento e meditação. Ajuda pessoas com reumatismo e insônia. O azul índigo dá força e elimina o medo.

 

Rosa

Rosa é a mais feminina das cores. Relaciona-se ao amor e ao romance, por isso, as pessoas alegres e apaixonadas veem a “vida cor de rosa”. É também a cor da afeição e da ternura, sendo a ligação do vermelho quente da paixão com a paz e a pureza do branco. Sugere amorosidade e gera uma atmosfera da afeição e da harmonia.

 

Amarelo

O amarelo ou dourado, a cor de Buda, ajuda a alcançar a sabedoria integral. Como o sol, indica alegria, ativa a mente e atrai a atenção do observador. Sugere também paciência e tolerância.

O amarelo deve ser usado para atrair a atenção e o foco. Pessoas distraídas podem se valer dessa cor para se concentrar. Um estudante desatento pode ter uma toalha ou um objeto dessa cor em sua escrivaninha, para que tenha mais foco em suas atividades.

Deve-se ter cuidado com o excesso: como toda cor de energia yang pode estimular ou cansar demais. O amarelo, aliás, tem o poder de aquecer um ambiente. É a cor de regeneração celular. Está associado à manifestação efervescente do intelecto, à sinceridade e à comunicação.

 

Laranja

Laranja é a cor da integração do vermelho com o amarelo. Contendo as duas vibrações, é a dor da felicidade e do otimismo. Tem o espírito da saúde. Com sua radiante energia, traz disposição e estimula a comunicação, aumenta a energia dos ambientes e gera confiança, entusiasmo e expansividade. É excelente para quem tem problemas no sistema circulatório, cãibras ou problemas respiratórios. Use à vontade em festas e confraternizações.

 

Turquesa

Resulta da feliz integração do azul com o verde. É quando o calmo azul se encontra com a energia do verde, dando-se equilíbrio da alegria com a suavidade. Na dúvida entre o azul e o verde, fique com turquesa. O resultado será o otimismo. É uma cor calmante e traz clareza mental.

 

Preto

A ausência total de cor. Se bem equilibrado com outros tons, dá a sensação de elegância e sofisticação. Para nós, ocidentais, está relacionado com o luto. Porém, em muitas culturas, o preto está associado a uma sabedoria profunda (cor dos hábitos dos padres, sábios e juízes).

O profundo preto é uma cor yin, da interiorização e da introspecção. Essa cor faz com que sintamos mais introvertidos e mais tristes também. É a cor do mistério, dos mudos internos e da sabedoria interior.

 

Marrom

Marrom é a cor da terra. Elegante, é também séria e discreta. É a cor das raízes das árvores. Sugere estabilidade e segurança.

 

Bege

O bege resulta da mistura do marrom com o branco. É a cor do café-com-leite. Simboliza novas possibilidades e é propícia a novos empreendimentos. É indicada para novos começos.

 

Cinza

O cinza é a integração do preto e do branco. Pode dar duas conotações: A cor fia e triste de um dia nublado, sem esperança; a energia equilibrada dos opostos.

Se usada com sabedoria, significa equilíbrio e resolução de conflito.

 

Pêssego

O pêssego (salmão) é a cor do amor e da atração. Tem as energias das duas cores que a compõem: rosa, do amor, e laranja, da alegria. Essa mistura traz a energia da atração. Segundo a antroposofia, é uma boa cor para os quartos de bebês. Porém, se seu objetivo é atrair uma única pessoa, aconselho o uso do rosa.

Para casados, o salmão, com certeza, não é a cor mais indicada, pois a pessoa (homem ou mulher) poderá atrair muitos admiradores.

 

Vermelho

O vermelho é a cor do elemento Fogo. Está associado à força e à fama, promove coragem e alegria. Para os chineses, está associado à sorte e à felicidade e afasta as más energias. Na China, é a cor usada pelas noivas. Ativa e energética, essa cor é usada nos pingentes e em fitas de seus objetos tradicionais. É a cor utilizada nas capas dos papas e de muitos reis, pois simboliza a proteção.

O vermelho é envolvente e traz aconchego e calor para os ambientes. É uma boa cor para pessoas com depressão, medo e tristeza. Ambientes destinados à alimentação podem ser pintados de vermelho ou laranja. Essas cores estimulam a produção de sucos gástricos e aumentam o apetite.

Está relacionada aos órgãos sexuais: testículos, vagina, ovários e próstata. Por essa razão, é a cor mais usada em ambientes onde a energia sexual deve estar ativada. Nos dormitórios residenciais deve ser evitada, embora possa ser usada em alguns detalhes na decoração.

 

Púrpura

Púrpura é a cor da nobreza e da riqueza. Na antiguidade, era a cor das capas de muitos reis. É a cor usada pelos bispos e cardeais na Igreja Católica, conecta-se com o divino. É a mistura da energia vibrante do vermelho com a serenidade do azul. Inspira respeito e é uma cor auspiciosa. Gera calma e estimula a intuição. É uma opção para ambientes de meditação e cura.

Deixe uma resposta