Museu-Arte-Rio-Dow-RJ_plateia

A Dow e a Tintas Sherwin-Williams realizaram em julho no Museu Arte do Rio (MAR), no Rio de Janeiro, um evento para mais de 100 profissionais do setor – entre clientes, associações, engenheiros e arquitetos. O objetivo foi discutir inovação, evolução e sustentabilidade para o segmento de tintas, alinhados às últimas tendências, avanços de qualidade e normatizações do setor.

Hoje, o Brasil é um dos seis maiores mercados mundiais para o setor, com faturamento de R$10,2 bilhões em 2015, segundo a Abrafati. “Queremos colocar as tintas arquitetônicas na pauta dos grandes líderes do segmento. Não podemos ignorar o fato de o consumidor final estar cada vez mais envolvido com o processo de pintura decorativa, seguindo o movimento ‘faça você mesmo’. Esse comportamento cresce exponencialmente desde 2011, movendo a indústria a inovar e trazer soluções que atendam às novas necessidades de estética, funcionalidade, desempenho e sustentabilidade desejadas por todos, além de levar a praticidade que esse público exige”, afirmou Alessandro Moraes, diretor do Negócio de Infraestrutura da Dow para a América Latina.

Para atender essas tendências, a empresa oferece um grande portfólio de tecnologias, apresentadas na ocasião. Para a criação de tintas que oferecem funcionalidade existem opções de fácil limpeza, com excelente hidrofobicidade e resistência a manchas; para reduzir o tempo com a pintura e aumentar a produtividade, há soluções One Coat que garantem ótima cobertura e nivelamento com apenas uma demão; para problemas relacionados à umidade, são disponibilizadas opções Dry Coat, que devido a sua alta resistência à agua, é indicada para uso também como selador. Há ainda alternativas que reduzem a pega de sujeira e que garantem a qualidade do ar em ambientes internos.

A Tintas Sherwin-Williams, que sempre atuou na vanguarda e foi pioneira ao disponibilizar uma série de produtos à indústria e ao consumidor final, também destacou suas principais contribuições à indústria, como a primeira tinta pré-misturada e lata resselável, em 1880, até as mais recentes, em parceria com a Dow, como o Colorgin Eco, o primeiro spray à base d’água, o Duraplate 301 W® e o Fast Clad® ER, para proteção de navios e embarcações.

“Estamos preparados para atender as mais diferentes demandas para quaisquer necessidades que o público final venha a ter. Acompanhamos de perto o comportamento dos consumidores e sabemos que simplicidade e versatilidade são prioridades. Trabalhamos com os demais players da cadeia e parceiros de negócios para inovar e alcançar o melhor resultado sempre”, ressaltou Carolina Mantilla, gerente de Marketing para o negócio de Tintas da Dow na América Latina.

Programa Setorial da Qualidade – Tintas Imobiliárias (PSQ)

A questão da regulamentação do setor foi levada pelo presidente da Tintas Sherwin-Willians do Brasil e também presidente do conselho diretivo da Abrafati, Freddy Carrillo, durante debate em evento. O Programa Setorial da Qualidade – Tintas Imobiliárias (PSQ), da Abrafati, tem registrado grandes avanços desde que foi lançado, em 2002.  Com o envolvimento de toda a cadeia, foi possível criar parâmetros mensuráveis para o desenvolvimento de tintas de qualidade, usando matérias-primas melhores; criar novos produtos, com valor agregado percebido pelos clientes finais e, assim, contribuir com as escolhas e processos de decisão. “O PSQ já tem 14 anos de sucesso, e, enquanto presidente do Conselho Diretivo da Abrafati, a minha função é apresentar soluções que possam impulsionar o crescimento do setor e estimular a evolução natural de toda a cadeia. E, estamos buscando ouvir as sugestões do mercado para tratar de todos os interesses junto à associação, criando, quando necessárias, normas que tenham como objetivo melhorar continuamente o nível de qualidade das tintas imobiliárias no Brasil”.

Parceria nos Jogos Rio 2016

A Dow e a Tintas Sherwin-Willians apresentaram o trabalho que realizaram em conjunto no primeiro bairro sustentável da América Latina, o empreendimento Ilha Pura, que recebeu atletas olímpicos durante os Jogos Rio 2016. A obra, que contou com diversas iniciativas sustentáveis e é a primeira na América Latina certificada pelo LEED Neighborhood Development, teve aplicada nas fachadas 410 mil litros de tinta com baixo VOC. “Em parceria, nós customizamos uma linha exclusiva de tinta para atender necessidades específicas do projeto: um produto ecológico, de alta performance e econômico”, conta Alessandro Moraes, da Dow. “Assim foi criada a tinta SW Pro Construtor Látex, de categoria Econômica, que mantém um branco muito puro, qualidade e altíssimo rendimento, semelhante aos produtos da categoria Standard”, afirmou Daniel Blumen, diretor de Marketing da Tintas Sherwin-Williams.

“A Tintas Sherwin-Williams é um grande parceiro da Dow para levar ao mercado essas inovações e soluções mais sustentáveis. Atuamos juntos globalmente para disponibilizar às empresas e consumidores finais produtos que sejam mais sustentáveis, produtivos e eficientes e que tenham diferenciais e atributos percebidos”, ressalta Alessandro Moraes, da Dow. “Os desafios para a inovação no seguimento de pinturas podem ser muitos, mas com a ação conjunta dos líderes do seguimento podemos provocar a mudança do setor”, concluiu.

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.